Falando em cassinos onde vai o dinheiro movimentado na indústria?

Os cassinos onde apostar

Estamos em um momento polêmico para os cassinos e apostas no Brasil. De acordo com o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, dos 20 países mais ricos do mundo, 93% deles têm os jogos de azar legalizados, e por tanto, dispõem de cassinos onde apostar.

Mini Periscópio

Somente na cidade de Punta del Este, os brasileiros representam 70% do público total de apostadores do Cassino Conrad. Além disso, cidades como Las Vegas, recebem anualmente cerca de 6,8 milhões de estrangeiros, o que é equivalente ao número total de visitantes internacionais que o Brasil recebe por ano.

A região e os cassinos onde a legislação está em dia

Começando pela região, temos dois países que concentram o fluxo das atividades de jogos de azar, e a razão mais relevante para isso é que existem regulações em torno que propiciam o ramo e assim, cassinos onde apostar.

  • Uruguai, um pequeno vizinho com muita atividade

Assim, o Uruguai é nosso primeiro exemplo de movimentação de dinheiro oriundo dos jogos de cassino, visto que a regulamentação dessa atividade levou para o país um lucro de aproximadamente 212 milhões de pesos uruguaios, em 2016.

São mais de 4,2 milhões de estrangeiros que escolhem o país como destino. Somente no ano de 2017, cerca de 500 mil brasileiros visitaram o país para se divertir nos cassinos.  Representando aproximadamente 50% do faturamento das casas de jogos do Uruguai, que por sua vez conta fundamentalmente com a movimentação econômica do turismo.

  • A Argentina concentra locais e movimenta economias

O segundo exemplo na América Latina é a Argentina, que possui Resorts integrados a cassinos, que movimentam e aquecem a economia argentina. Só na cidade de Misiones, existem cerca de onze empreendimentos nesse segmento. Contudo, essa atividade tomou conta do país, explorando os mais diversos ambientes desde resorts luxuosos das regiões metropolitanas, até os localizados na Cordilheira dos Andes, em Mendoza.

Além do oceano Atlântico

Partindo para o continente europeu, aonde a liberação dos jogos de cassino é regulamentada, essa atividade garante o recolhimento de impostos que causam impactos altamente significativos nos governos de toda a Europa. Assim, várias medidas foram adotadas, ao longo dos anos, para garantir a segurança das casas de apostas e dos apostadores.

  • Portugal

Uma das ações adotadas é que todos os funcionários desses estabelecimentos, antes de serem contratados participam de uma seleção altamente criteriosa. Devendo passar pela aprovação da polícia nacional. Assim, essas normativas levaram Portugal a obter lucros significativos com a legalização da atividade. Cerca de 75,8 milhões de euros apenas no primeiro trimestre de 2018. Isto permitiu ao país investir em políticas públicas e melhorar a segurança e a infraestrutura.

  • França

Enquanto isso, na França existe aproximadamente 190 cassinos espalhados pelo país, com jogos de pôquer, bacará e bilhar. Embora, ainda não sejam autorizados nem roletas de blackjack e caça-níqueis, o país consegue recolher os tributos dos jogos e gerar postos de trabalho.

Cassinos onde apostar na atualidade

Saiba mais sobre os cassinos onde apostar

Assim, considerando alguns dos fatos aqui descritos

Por conta de todo esse sucesso alcançado pelos países que legalizaram os jogos de azar, o senado brasileiro tem buscado a liberação dessa atividade no país.

A necessidade de criar um marco jurídico novo ou atualiza-lo foi colocada na mesa em novembro de 2018. Como dito, as autoridades mudaram de lá para cá. Assim, a regulamentação de jogos e apostas por enquanto tem ficado em suspense pois a situação geral do Brasil tem requerido de muita atenção também. Se bem é verdade que em 2018 houveram alguns avanços, a indústria e a legislação em torno, está em standby.

Logo, existem motivos concretos a ser considerados pelo Brasil, no tocante a legalização dos jogos e a movimentação do dinheiro oriundo dessa atividade:

  • Os brasileiros movimentem 4 bilhões por ano entre os 500 sites estrangeiros de apostas;
  • Através do recolhimento dos tributos seria possível fiscalizar a atividade o que ajudaria a reverter os lucros em melhorias econômicas para o país;
  • A regularização das apostas criaria regras legais para as empresas, e geraria pagamento de tributos;
  • O Brasil está perdendo seu mercado online para países estrangeiros
  • De acordo com as estimativas o mercado de apostas on-line pode chegar a movimentar cerca de 6 bilhões de reais, no mundo;

Reflexão final

Não regularizar a prática dessa atividade no país, não servirá para impedir a prática das pessoas que jogam, mas irá em direção contrária. Essas pessoas continuarão a jogar, porém irão buscar no mercado clandestino um meio para fazer suas jogadas. O Brasil estará colocando em risco os seus apostadores e deixando de recolher tributos.

Com a proibição dos jogos de azar, os brasileiros que querem apostar e que não querem se arriscar na clandestinidade, só tem duas opções.

  1. Apostar a través da Loteria da Caixa Federal, que é administrada pelo Estado
  2. Sites de apostas localizados fora do Brasil

De qualquer forma, os sites disponíveis para apostas online estão à disposição. Até a discussão sobre a regulamentação atual pendente for definida, temos uns 4 anos de apostas na internet, em sites estrangeiros.

Então, deixando clara a situação atual, ainda temos a possibilidade de apostar online e curtir jogos muito divertidos, em português.

Queremos conhecer sua opinião, e se curtir, compartilhe!