Os Roubos mais Inteligentes na História do Cassino

casino theft

Roubos inteligentes em cassinos

É difícil imaginar que em um cassino tradicional podem ter existidos roubos. Parece aquela coisa de cena de filme, aonde um personagem planeja com outros como se vingar daquele cassino que lhe roubou ou como fazer um dinheiro muito fácil ao invés de aprender a jogar e ganhar pequenas arrecadações. Ao invés disso, existem pessoas que querem um caminho mais curto, porém ilegal de fazer as coisas, roubando mesmo. Normalmente esses roubos são uma tragédia na verdade, além de ser preso e nunca mais jogar, o ladrão ainda se ferra depois porque ficará preso em uma cela nada luxuosa como a dos hotéis de cassino. Mas, como sempre, existem aqueles ladrões que já planejam um roubo a anos ou são muito inteligentes e conseguem juntas com outras pessoas oportunistas que também são inteligentes e acabam fazendo um plano perfeito para roubar um cassino sem ser pego.

Sim, é coisa que você vê em filme que quero relatar hoje, parece mentira isso tudo, mas na verdade, já aconteceu alguns roubos são roubos antigos que na época nem câmera existia ou os cassinos eram bobos demais achando que alguém não iria praticar algo do tipo. Outros, já aconteceram com os cassinos cientes de que podem ser roubados e com toda a tecnologia do mundo para auxilia-los contra esses ladrões, porém eles foram mais espertos e conseguiram enganar o cassino.

O maior ladrão de cassinos de Las Vegas

Vou começar por um roubo que é o maior da história até os dias de hoje em Las Vegas, que foi o Dennis Nikrasch, um chaveiro de profissão, que roubou mais de 16 milhões de dólares em 22 dois anos jogando e ninguém percebia isso, por incrível que pareça. Explicando como ele fez isso tudo, primeiramente esse homem, que foi um ladrão inteligente queira você sim ou não, comprou sua própria máquina caça-níqueis para praticar em casa, e também por diversão é obvio. Então, ele comprou os chips de computador que regulavam essas máquinas dos fabricantes delas mesmas.

Na época que ele fazia isso, as empresas podiam fazer esse tipo de venda, não conseguiram pensa isso antecipadamente que alguém inteligente o suficiente poderia fazer o que Dennis fez. Sua estratégia foi descobrir como modificar suas fichas para que ele pudesse desencadear uma recompensa a qualquer momento que ele quisesse, mas é claro que isso só o deixava vencer a máquina de caça-níqueis que ele tinha em casa, porém isso cansa, imagina você jogando em casa ganhando o que você mesmo colocou na sua própria máquina, você acaba não indo a lugar nenhum. O que ele fez foi brilhante, ele precisava colocar seus chips que ele modificou dentro das máquinas, então o esperto foi e comprou uma chave no mercado negro, pois isso pelo menos as empresas não vendiam. Logo depois, ele montou sua equipe e eles estudaram alguns cassinos e então se posicionavam de modo que as câmeras de vigilância não pudessem ver o que eles estavam fazendo, então Dennis abria elas e trocava os chips, isso tudo em menos de 1 minuto, não chamava atenção assim, eles eram muito bons. Depois disso, um dos comparsas ia até a máquina e jogava com as moedas trocadas e pronto, todos saiam ganhando, menos o cassino. Isso tudo estava muito bom, até que o seu próprio time armou contra ele e fez que o cassino o pegasse e nunca mais sair da prisão até chegar a falecer.

Cassinos eram roubados desde 1972

Agora, vamos voltar no ano de 1972, com um homem tão audacioso e inteligente, que particularmente ele foi tão inteligente quanto Bill Gates e Steven Jobs, porém usou isso para o lado errado da vida, a do roubo. O nome desse homem é Keith Taft, esse rapaz construiu um computador pessoal com um único propósito, que era trapacear no blackjack. Imagina você, no ano de 1972, cassinos sendo uma febre, e esse homem vai e me cria um computador para trapacear e ganhar fácil dos outros jogadores, é incrível, porém errado. Naquela época não existia trapaça ainda, porque claramente em 1972 ninguém criava computadores pequenos ainda e Keith foi uns dos primeiros a fazer isso e por conta dele, regras foram criadas.

Porém era um computador gigante que ele escondia em volta da barriga que pesava 15 quilos e era controlado com interruptores acima e abaixo dos dedos grandes do pé no seu sapato. E sim, como já sabemos que naquelas época e tecnologia não era gigantesca, o poder de processamento desse computador era de um cartão musical moderno. Mas não precisava de um computador muito bom para fazer cálculos de blackjack, precisava somente de algo que calculava rápido e te mostrava um resultado básico para você entender. Tem pessoas muito inteligentes que conseguem fazer a contagem de carta mentalmente e roubavam no blackjack, porém o senhor Keith já utilizou o computador dele para ajudar nesses cálculos matemáticos desnecessários para ele, quem não quer um computador ao seu lado para te ajudar a ganhar dinheiro, não é mesmo.

O computador fazia cálculos rápidos por cliques que ele dava com os dedos do pé, nos seus óculos tinha luzes pequenas para que só ele conseguisse ver quanto que faltava ou precisava para ganhar por número de vezes que piscava a luz. Porém isso não era sempre tão eficaz, já que Keith não ganhava todas as vezes, é de se entender que em 1972 os computadores não eram muitos avançados, mas ele ganhou dinheiro com isso e não tem nada a reclamar. Quis contar essa história para você leitor ver que a trapaça vem de décadas atrás e foi aumentando com os anos e melhorando, com isso os cassinos ficaram mais espertos que esses ladrões ligeiros e conseguiram parar com isso. Mas ainda hoje em 2018, temos pessoas que tentam fazer a mesma coisa sem obter sucesso, não tente fazer algo que já foi descoberto, inove e tente, não estou apoiando, use sua inteligência para coisas boas, mesmo que dinheiro seja uma delas, mas nunca trapaceie, isso não vai te levar a lugar nenhum. Bons jogos para vocês e estudem como jogar, no final todos saem ganhando.